domingo, 15 de maio de 2016

[Resenha] As Gêmeas do Gelo, S.K. Tremayne

E aí, minha gente, beleza?
Volto hoje com uma resenha supimpona de um livro super maneiro que recebi do Grupo Editorial Record, As Gêmeas do Gelo, de S.K. Tremayne... - pausa dramática - Creio não ter comentado sobre isso com vocês, mas o blog agora faz parte de ações especiais promovidas pelo GER, o que significa que estou recebendo alguns livros surpresa durante o mês 

Comentei sobre este livro no post anterior - ele fez parte da lista "Livros fura fila que pretendo ler antes das férias!". Como ainda não estamos em férias e ele furou fila, logo... Este é o 1º livro lido da lista! Challenge Completed (quase, agora só faltam 6) \Õ/ \Õ/ \Õ/
Sendo assim, vamos a resenha :D

barney-robin-gif

Quem não adora um suspense? 
As Gêmeas do Gelo é o romance de estréia de S.K. Tremayne, pseudônimo de Sean Thomas, lançado este ano pela Bertrand Brasil.
No romance, de 362 páginas, Angus e Sarah Moorcroft são um casal feliz e bem sucedido da classe média de Londres, juntos há quase 10 anos e pais orgulhosos das gêmeas idênticas Lydia e Kirstie Moorcroft, de 7 anos. Ou, pelo menos eram...

Angus é arquiteto e extremamente bem sucedido em sua carreira. Após três anos de promoções sucessivas, pôde comprar uma bela casa em Camden, no centro de Londres e ser o principal provedor. Sarah, que é jornalista, pôde diminuir a rotina de trabalho para meio período e conciliar trabalho, afazeres domésticos e cuidados com as gêmeas. Porém, o equilíbrio familiar ruiu após uma das gêmeas morrer em um terrível acidente.

Após a tragédia, cada um lidou com o luto de uma forma diferente. Angus passou a beber, tornou-se instável e perdeu o emprego ao agredir o chefe com um soco, passando então a trabalhar como freelancer. Sarah fechou-se completamente para a vida e para o marido, causando grande atrito no casamento; e Kirstie, que antes era extrovertida, torna-se triste e reservada. Sem dinheiro e com uma enorme hipoteca, a única saída que o casal encontra é se mudar para a casa que Angus herdou da avó, situada na remota Ilha Torran, Escócia. O que era para ser uma busca por recomeço, torna-se um pesadelo, quando Kirstie alega ser Lydia, sua gêmea morta.

livro-as-gemeas-do-gelo-s.k.-tremayne

As Gêmeas do Gelo é um livro sobre luto, com uma grande pegada psicológica. O autor usa duas formas de narração: narrador-personagem para Sarah e terceira pessoa para Angus, em capítulos intercalados, de forma que a história se complete sob os dois ângulos. Achei isso bem legal, pois em vários momentos tive que parar a leitura e conferir se o autor era mesmo um homem, pois a narração que Tremayne faz como Sarah é tão delicada e feminina que realmente parece escrito por uma mulher que é mãe, com todas as características que remetem à figura materna.

Os personagens são muito bem construídos. Sarah e Angus são um casal com grandes problemas pessoais e matrimoniais. Nas primeiras páginas Sarah foi extremamente descritiva com as coisas ao seu redor, como se, após 6 meses de luto e tristeza, estivesse finalmente acordando para a vida. Kirstie/Lydia tornou-se uma criança confusa, sem identidade e introvertida após a morte da irmã. Porém, o que mais chamou minha atenção foi o psiquiatra de Sarah, o Dr. Kellaway. Ele não é muito presente, mas suas poucas aparições me levaram a imaginar que seria o alter ego de Tremayne - juro, consegui ver o autor ali, conversando com sua personagem e tentando tranquilizá-la. 

livro-as-gemeas-do-gelo-s.k.-tremayne

A história é repleta de segredos. Quando pensamos estar próximos de desvendá-los, somos surpreendidos com novos. Isso faz com que a atmosfera do livro seja totalmente nublada, um suspense aflitivo e angustiante que só consegui encontrar igual nos livros de Agatha Christie - e isso quer dizer muita coisa

Por fim, este, sem dúvida, foi o melhor livro que li no ano - e um dos melhores do gênero também. S.K. Tremayne acertou em tudo o que se propôs e, de quebra, nos entrega um desfecho fantástico. As Gêmeas do Gelo já entrou para a minha lista de favoritos e espero muito que façam um filme. Pufavô BBC, nunca te pedi nada D:


livro-as-gemeas-do-gelo-s.k.-tremayne
Editora: Bertrand Brasil
Páginas: 362
Publicação: 2016
Sinopse: Um ano depois de Lydia, uma de suas filhas gêmeas idênticas, morrer em um acidente, Angus e Sarah Moorcroft se mudam para a pequena ilha escocesa que Angus herdou da avó, na esperança de conseguirem juntar os pedaços de suas vidas destroçadas. Mas quando sua filha sobrevivente, Kirstie, afirma que eles estão confundindo a sua identidade — que ela é, na verdade, Lydia — o mundo deles desaba mais uma vez. Quando uma violenta tempestade deixa Sarah e Kirstie (ou será Lydia?) confinadas naquela ilha, a mãe é torturada pelo passado — o que realmente aconteceu naquele dia fatídico, em que uma de suas filhas morreu?

Agora é com vocês, jovens gafanhotos!
O que acharam desse livro supimpa? Já leram? Querem ler? Como está a vida deste lado das internets?

segunda-feira, 9 de maio de 2016

What'sOnMyList#2: Livros fura fila que pretendo ler antes das férias!

Lááá no comecinho do blog, postei uma lista dos livros que eu estava querendo ler, lembram? (Digam que sim :P) Como era de se esperar, deles eu só li O Diário de Anne Frank - vergonha!

Em minha defesa digo que não os li pelo simples motivo de "eu não sou obrigada" -mentira XD! Como sempre digo, acho que livros e filmes tem a hora certa de serem vistos e lidos, e, definitivamente, aqueles ainda não estava na hora de serem lidos. Então, mesmo sem terminar de ler todos aqueles da outra lista - somos leitores, né? É o que fazemos -, decidi furar a fila, criar uma lista nova e dessa vez sim, cumprir lindamente!

E os escolhidos são...


as-gemeas-do-gelo-livro
As Gêmeas do Gelo

Sinopse: Um ano depois de Lydia, uma de suas filhas gêmeas idênticas, morrer em um acidente, Angus e Sarah Moorcroft se mudam para a pequena ilha escocesa que Angus herdou da avó, na esperança de conseguirem juntar os pedaços de suas vidas destroçadas. Mas quando sua filha sobrevivente, Kirstie, afirma que eles estão confundindo a sua identidade — que ela é, na verdade, Lydia — o mundo deles desaba mais uma vez. Quando uma violenta tempestade deixa Sarah e Kirstie (ou será Lydia?) confinadas naquela ilha, a mãe é torturada pelo passado — o que realmente aconteceu naquele dia fatídico, em que uma de suas filhas morreu?

Ok, ok, este não devia estar na lista já que estou quase na metade dele, mas não resisti. Recebi semana passada da Editora Record e na mesma hora parei tudo que estava fazendo para dar uma lida rápida na sinopse... (nem preciso dizer que da sinopse passei para o 1º capítulo e de lá só fui parar uns 5 capítulos depois, né?). É um livro ótimo e em breve sairá resenha aqui no blog :D

cidade-dos-etéreos-livro
A Cidade dos Etéreos 
Sinopse: Cidade dos etéreos dá sequência ao celebrado O orfanato da srta. Peregrine para crianças peculiares, em que o jovem Jacob Portman, para descobrir a verdade sobre a morte do avô, segue pistas que o levam a um antigo lar para crianças em uma ilha galesa. O orfanato abriga crianças com dons sobrenaturais, protegidas graças à poderosa magia da diretora, a srta. Peregrine.
Neste segundo livro, o grupo de peculiares precisa deter um exército de monstros terríveis, e a srta. Peregrine, única pessoa que pode ajudá-los, está presa no corpo de uma ave. Jacob e seus novos amigos partem rumo a Londres, cidade onde os peculiares se concentram. Eles têm a esperança de, lá, encontrar uma cura para a amada srta. Peregrine, mas, na cidade devastada pela guerra, surpresas ameaçadoras estão à espreita em cada esquina. E, além de levar as crianças a um lugar seguro, Jacob terá que tomar uma decisão importante quanto a seu amor por Emma, uma das peculiares.
Telecinesia e viagens no tempo, ciganos e atrações de circo, malignos seres invisíveis e um desfile de animais inusitados, além de uma inédita coleção de fotografias de época — tudo isso se combina para fazer de Cidade dos etéreos uma história de fantasia comovente, uma experiência de leitura única e impactante.

Li O Orfanato da Srta. Peregrine depois começar e parar infinitas vezes, agora o mesmo está acontecendo com Cidade dos Etéreos. Logo depois de terminar o 1º livro da série, passei para este, mas até agora, só enrolei. Não que a história não esteja interessante, mas sempre tenho que parar e fazer outra coisa, ai acabo esquecendo por uns dias e quando volto a ler, tenho que voltar algumas páginas. Infelizmente, acho que esse ficará para as férias. =/

battle-royale-livro
Battle Royale

Sinopse: Battle Royale é um thriller de alta octanagem sobre violência juvenil em um mundo distópico, além de ser um dos best-sellers japoneses e mais polêmico entre os romances. Como parte de um programa implacável pelo governo totalitário, os alunos do nono ano são levados para uma pequena ilha isolada e recebem um mapa, comida e várias armas. Forçados a usarem coleiras especiais, que explodem quando eles quebram uma regra, eles devem lutar entre si por três dias até que apenas um "vencedor" sobreviva. O jogo de eliminação se torna a principal atração televisiva de reality shows. Esse clássico japonês é uma alegoria potente do que significa ser jovem e sobreviver no mundo de hoje. O primeiro romance do jornalista Koushun Takami, tornou-se um filme ainda mais notório pelo diretor de 70 anos de idade, Kinji Fukusaku.

Sabe aquele livro que você quer ler desde sempre? Essa sou eu com Battle Royale. Já tinha ouvido falar dele antes mesmo de conhecer Jogos Vorazes, mas até agora não cheguei nem perto de lê-lo. Vou aproveitar que meu aniversário está chegando e me dar de  presente ❤

shada-livro-doctor-who
Doctor Who: Shada

Sinopse: Vista e cultuada em mais de 200 países, a série de TV Doctor Who é um ícone cultural britânico que conquistou mais de 70 milhões de fãs em 50 anos de aventura.
O seriado acompanha o Doutor: um viajante misterioso, vindo do planeta Gallifrey, movido pelo desejo de explorar todos os cantos do tempo e do espaço. Um dos Senhores do Tempo, o Doutor é capaz de se regenerar para escapar da morte, mudando de corpo, rosto e personalidade. Com seus companheiros, humanos e alienígenas, ele protege a Terra e o cosmos contra perigos de todos os tipos.
Shada reconta um episódio que nunca foi transposto para as telas de televisão, uma aventura “perdida” de 1979. Escrita pelo então editor de roteiros da série, Douglas Adams, o autor de O guia do mochilerio das galáxias, Shada traz a quarta encarnação do Doutor e sua companheira Romana II.

Não é novidade que amo Doctor Who, mas por algum motivo que desconheço totalmente, ainda não consegui ler Shada. Sério! Tentei muitas vezes, comecei, recomecei, mas em todas acabei parando. Até minha irmã já leu e eu aqui... enrolando. Prometo que esse ano ele não passa sem ser lido! Challenge Accepted @_@

caixa-de-passaros-livro
Caixa de Pássaros

Sinopse: Romance de estreia de Josh Malerman, Caixa de pássaros é um thriller psicológico tenso e aterrorizante, que explora a essência do medo. Uma história que vai deixar o leitor completamente sem fôlego mesmo depois de terminar de ler.
Basta uma olhadela para desencadear um impulso violento e incontrolável que acabará em suicídio. Ninguém é imune e ninguém sabe o que provoca essa reação nas pessoas. Cinco anos depois do surto ter começado, restaram poucos sobreviventes, entre eles Malorie e dois filhos pequenos. Ela sonha em fugir para um local onde a família possa ficar em segurança, mas a viagem que tem pela frente é assustadora: uma decisão errada e eles morrerão.

Já vi muita gente falando bem desse livro, isso e a capa me impulsionaram mais a querer lê-lo do que a sinopse em si - ela não é das melhores. A última resenha que li sobre ele, e que acabou sendo uma das mais legais que li sobre o livro, foi a da Thaís, do blog Janela de Sorrisos. Depois disso não teve jeito, preciso ler URGENTEMENTE!

a-garota-no-trem-livro
A Garota no Trem
Sinopse: Um thriller psicológico que vai mudar para sempre a maneira como você observa a vida das pessoas ao seu redor. 
Todas as manhãs, Rachel pega o trem das 8h04 de Ashbury para Londres. O arrastar trepidante pelos trilhos faz parte de sua rotina. O percurso, que ela conhece de cor, é um hipnotizante passeio de galpões, caixas dágua, pontes e aconchegantes casas. Em determinado trecho, o trem para no sinal vermelho. E é de lá que Rachel observa diariamente a casa de número 15. Obcecada com seus belos habitantes a quem chama de Jess e Jason , Rachel é capaz de descrever o que imagina ser a vida perfeita do jovem casal. Até testemunhar uma cena chocante, segundos antes de o trem dar um solavanco e seguir viagem. Poucos dias depois, ela descobre que Jess na verdade Megan está desaparecida. Sem conseguir se manter alheia à situação, ela vai à polícia e conta o que viu. E acaba não só participando diretamente do desenrolar dos acontecimentos, mas também da vida de todos os envolvidos. Uma narrativa extremamente inteligente e repleta de reviravoltas, A garota No Trem é um thriller digno de Hitchcock a ser compulsivamente devorado.

Só fui saber da existência desse livro há umas 2 semanas, nem foi do livro diretamente e sim do filme, quando assisti o trailer em um daqueles comerciais chatos de YouTube. Na hora entrou na lista de "livros que não deviam furar fila, mas não sou obrigada!"
Como sou uma curiosa inata, esse livro não podia passar despercebido. Thriller, mistério e Scooby Doo estão entranhados em mim do mesmo jeito que a horcrux indesejada de Voldemort está no Harry, ou comidinhas gostosas estão no meu gatinho gordo - literalmente!

sono-livro
Sono

Sinopse: "É o décimo sétimo dia que não consigo dormir."
Ela era uma mulher com uma vida normal. Tinha um marido normal. Um filho normal. Ela até podia detectar algumas fissuras nessa vida aparentemente perfeita, mas nunca chegou a pensar seriamente nelas. Até o dia em que deixou de dormir. Então, o mundo se revelou. Um mundo duplo de sombras e silêncio; um mundo onde nada é o que parece. E onde ela não pode mais fechar os olhos. Sono é um conto de Murakami inédito no Brasil, com ilustrações de Kat Menschik.




Leia essa sinopse e me diga, não é fantástica? Estou para ler Sono há mais de um ano, mas fui passando outros na frente, até que acabei esquecendo de comprá-lo. Há um mês, mais ou menos, meu cunhado trouxe para minha irmã ler - aparentemente ela já terminou - e eu fiquei de ler também, mas recebi livros bem legais da Editora Record, então fui adiando... adiando... adiando... Mas dessa vez vai, tô sentindo! :P



Bom, essa é minha humilde listinha! 
Acho que todo mundo tem aquele livro que demora anos para ler, não é? Eu tenho muitos... vários... centenas... milhares e a faculdade não ajuda nem um pouquinho (já viram que absurdo o preço do xerox?? x_x) 
Mas as férias estão quase aí - nem acredito que estou prestes a terminar meu primeiro semestre em Psicologia, gente! Como pode ter passado tão rápido??? - e pretendo colocar a leitura em dia para poder atrasar ela de novo :D

E vocês? Se interessaram por algum da lista? Já conheciam? Qual sua listinha de "livros fura fila"? Quais pretendem ler? Quais são os seus livros do  ? Deixe nos comentários :3

segunda-feira, 2 de maio de 2016

Resenha: Fuller House

TO VIVA GENTEEE!
Não sei se vocês perceberam, mas eu sumi um pouquinho e com motivo. Na semana passada fiquei com uns probleminhas de saúde, teve uma prova monstro de Ética e na sexta fui no PS fazer uma visita ao Doc e alguns exames. Deu tudo certo, então cá estou novamente :D

Enquanto estava de molho no fim de semana resolvi assistir uma série nova - calma, eu ainda estou assistindo How I Met Your Mother e comecei também Breaking Bad! - e como eu não estava muito exigente escolhi Fuller House, já acabei a primeira temporada e vim fazer resenha pr'ocêis - olha só como eu 'tô prestativa :D.

gif-fuller-house

NOSTALGIA! Essa palavra define completamente a série. Quem nasceu entre os anos 80, 90 e 2000, com certeza assistiu ou assistia Três é Demais (Full House) no SBT antes, durante ou depois do almoço. É um fato!

Em Full House, a história gira em torno de Danny Tanner, que precisa assumir o papel de pai solteiro de três meninas, após a morte a esposa. Para ajudá-lo na tarefa nada fácil de cuidar das meninas, Danny convida o cunhado Joey e seu amigo Jesse para morarem em sua casa em São Francisco. A sitcom tem 8 temporadas e acompanha o crescimento de DJ, Stephanie e Michelle Tanner, porém a série chegou ao fim sem um final definido.


Este ano a Netflix - linda, maravilhosa, diva - lançou o revival da série, Fuller House, com o elenco original (exceto as gêmeas Olsen, que se recusaram voltar ao papel de Michelle). A história é basicamente a mesma, o formato e o cenário também. Danny (Bob Saget), Jesse (John Stamos) e Joey (Davie Coulier), aparecem esporadicamente nos episódios ao longo da temporada, que foca mais em DJ, agora veterinária e mãe viúva, enfrentando os mesmos tipos de problemas que seu pai enfrentou, com seus três filhos, Jackson, Max e Tommy. Stephanie e Kimmy - recém separada e mãe de Ramona - se mudam para ajudar DJ a cuidar da casa e dos meninos.

O que fizeram com esta série FOI ÓTIMO! O primeiro episódio foi uma delícia de assistir, a começar pela antiga abertura com a música Everywhere You Look - bateu até um friozinho na barriga. A primeira cena é cheia de referências, reapresentações e explicações do que aconteceu nesses 29 anos e do que está acontecendo. Durante todo o episódio há cenas antigas mescladas com regravações, no estilo antes e depois, que fizeram escorrer nostalgia pela tela da TV. Os atores estão perfeitos em seus personagens, exatamente como 29 anos atrás - só que mais velhos e alguns mais gordos :P.

gif-fuller-house

O novo núcleo infantil foi a única coisa que me incomodou um pouco. Michael Campion, interprete Jackson, o filho mais velho de DJ está péssimo nos primeiros episódios, tão péssimo que morri de rir em algumas cenas - Sério, se você não viu ou viu e não prestou atenção, reveja! Ele não consegue se manter neutro às piadas, algumas vezes ele ri antes mesmo de contar a piada. Vi muita reclamando de Max e não é para menos, esse menininho é muito esquisito. Uma gracinha, mas esquisito demais! Soni Bringas, como Ramona, foi a melhorzinha, teve um conheço bem estranho, mas se recuperou rápido.

Não posso terminar o post sem falar do talvez? futuro? ex-marido de Kimmy, Fernando. Gente, que homem é esse? Adorei esse personagem, tem tudo a ver com a série e se encaixou perfeitamente bem!  Aproveito para admitir que sempre odiei a Kimmy e continuo odiando! -pronto, falei! U_U

Por fim, a série é incrível, nostálgica e bem no estilo 'família'. Soube mesclar o clássico com o atual, o velho e o novo, fez ótimas tiradas com a ausência de Mary Kate e Ashley, não abusou dos antigos bordões e continua uma gostosura! Felizmente Fuller House foi renovada para a segunda temporada e já estou ansiosa :D

fuller-house-gif

E é isso, gente! 'cabou :D
Este foi o post mais rápido que já fiz. A faculdade tá me deixando toda doida e olha que ainda nem começou de verdade! Já tô bugada :D
Agora me digam, vocês já assistiram Três é Demais? O que acharam do revival? Sentiram minha falta? Me contem todas as novidades, pufavô!  


P.s.: GENTEEEE! É o Bob Saget que faz a narração do Ted em How I Met Your Mother \Õ/\Õ/

quarta-feira, 20 de abril de 2016

10 Filmes Políticos para dar um Golpe no tédio do feriado!

E ai meu povo, beleza? Como passaram de impeachment? Oi? Alguém disse 'impítima'? 
Inevitável não falar dele, certo? Por isso fiz umas alterações nas postagem e decidi colocar esse post na frente, porque, né? Tem tudo a ver com o atual momento político que nosso Brasilzão tá passando. 

Antes de começar, devo dizer que, por motivos de força maior, não manifestarei minha posição política no blog - embora queira muito -, mas sintam-se livres para extravasarem nos comentários (prfv sem comentários do tipo 'Bolsomito 2018', ai já é sacanagem)

Os filmes que escolhi são de vários países e diferentes formas de governo. Então, para você que está afim de se engajar politicamente e se sair bem nas tretas do Facebook, aqui vai uma lista de ótimos filmes políticos-sociais para assistir no feriado:

2 Coelhos
2-coelhos-filme-politico
Nem me lembro quando foi que assisti esse filme, mas está na minha lista de Melhores Filmes Brasileiros, com certeza. O foco nos problemas políticos, a forma como foi filmado e o modo como as coisas se encaixam no final, faz 2 Coelhos ser muito peculiar para um filme BRBR. 

País: Brasil
Sinopse: Edgar encontra-se na mesma situação que a maioria dos brasileiros: espremido entre a criminalidade, que age impunemente, e a maioria do poder público, que só age com o auxilio da corrupção. Cansado de ser vítima desta situação, ele resolve fazer justiça com as próprias mãos e elabora um plano que colocará os criminosos em rota de colisão com políticos gananciosos. 

Olga
olga-filme-politico-
Não consegui terminar de assistir Olga e me arrependo muito! É incrível o que o cinema brasileiro faz quando sai do clássico besteirol. Olga é baseado em fatos reais, mas adota o estilo romântico para retratar a tentativa de implantação do regime comunista no Brasil. Apesar disso, há por trás (até onde vi) uma forte pegada comunista.

País: Brasil
Sinopse: Berlim, início do século XX. Olga Benário é uma jovem judia alemã. Militante comunista, é perseguida pela polícia e foge para Moscou, onde recebe treinamento militar e é encarregada de acompanhar Luís Carlos Prestes de volta ao Brasil. Na viagem, enquanto planejam a Intentona Comunista contra o presidente Getúlio Vargas, os dois acabam apaixonando-se. Parceiros na vida e na política, Olga e Prestes terão de lutar pelo amor, pelo comunismo e, principalmente, pela sobrevivência.

Cidade de Deus
cidade-de-deus
Esse é o filme mais top da lista, então se você não assistiu, você sem dúvida é o diferentão! Não consigo dizer o quanto gostei desse filme, não foi à toa que recebeu indicações ao Oscar, BAFTA e ganhou um Globo de Ouro. Cidade de Deus é um filme mais social, embora envolva também corrupção policial e descaso político.

País: Brasil
Sinopse: Buscapé é um jovem pobre, negro e muito sensível, que cresce em um universo de muita violência. Buscapé vive na Cidade de Deus, favela carioca conhecida por ser um dos locais mais violentos da cidade. Amedrontado com a possibilidade de se tornar um bandido, Buscapé acaba sendo salvo de seu destino por causa de seu talento como fotógrafo, o qual permite que siga carreira na profissão. É através de seu olhar atrás da câmera que Buscapé analisa o dia-a-dia da favela onde vive, onde a violência aparenta ser infinita.

Fome (Hunger)
fassbender-hunger-filme-politico
Hunger é o filme mais pesado e aflitivo da lista - nunca pensei que o incluiria em uma - e aborda a tentativa de separação da Irlanda do Norte do Reino Unido, pelos prisioneiros políticos do IRA (Exército Republicano Irlandês). Além das cenas chocantes e da atmosfera pesada, há uma cena incrível e sem cortes entre Fassbender e Liam Cunningham de quase 20 minutos. (Ali Fassbender provou que é um ator e tanto. Eta hôme talentoso! ( ͡° ͜ʖ ͡°))

País: Irlanda
Sinopse: Durante o ano de 1981, ocorreu um dos mais violentos motins no presídio Maze Prison, na Irlanda do Norte. O evento ganhou proporções alarmantes e no epicentro da rebelião estava o prisioneiro Bobby Sands, que, disposto a levar a mente e o corpo aos limites da capacidade humana, inicia uma greve de fome.

Adeus, Lênin!
adeus-lenin-filme-politico
Adeus, Lenin! é uma comédia dramática -xodózin -, mas mesmo assim não deixa de ser político. Se passa do lado oriental de Berlim, antes da queda do Muro, durante o período de transição política e econômica. 

País: Alemanha
Sinopse: Em 1989, pouco antes da queda do muro de Berlim, a Sra. Kerner passa mal, entra em coma e fica desacordada durante os dias que marcaram o triunfo do regime capitalista. Quando ela desperta, em meados de 1990, sua cidade, Berlim Oriental, está sensivelmente modificada. Seu filho Alexander, temendo que a excitação causada pelas drásticas mudanças possa lhe prejudicar a saúde, decide esconder-lhe os acontecimentos. Enquanto a Sra. Kerner permanece acamada, Alex não tem muitos problemas, mas quando ela deseja assistir à televisão ele precisa contar com a ajuda de um amigo diretor de vídeos.

A Dama de Ferro
a-dama-de-ferro-filme-politico
Como amo tudo que é U.K. não poderia faltar A Dama de Ferro, biografia de Margaret Thatcher. Margaret foi, durante 11 anos a Primeira-Ministra Britânica. O filme mostra sua luta para chegar ao poder e os problemas que enfrentou durante seu governo (fome, desemprego e uma guerra).

País: Inglaterra
Sinopse: Cinebiografia de Margaret Thatcher, ex-Primeira Ministra britânica, que retrata desde a sua infância até o período mais impopular do seu governo, em 1982, quando ela tentava salvar sua carreira nos 17 dias que antecederam a Guerra das Malvinas.



Os próximos filmes eu ainda não assisti (pois é uma vergonha), mas o feriado está ai para isso, certo?

lista-filmes-politicos
V de Vingança

País: Reino Unido/Alemanha/Estados Unidos
Sinopse: Em uma Inglaterra do futuro, onde está em vigor um regime totalitário, vive Evey Hammond. Ela é salva de uma situação de vida ou morte por um homem mascarado, conhecido apenas pelo codinome V, que é extremamente carismático e habilidoso na arte do combate e da destruição. Ao convocar seus compatriotas a se rebelar contra a tirania e a opressão do governo inglês, V provoca uma verdadeira revolução. Enquanto Evey tenta saber mais sobre o passado de V, ela termina por descobrir quem é e seu papel no plano de seu salvador para trazer liberdade e justiça ao país.

A Onda

País: Alemanha
Sinopse: Rainer Wegner, professor de ensino médio, deve ensinar seus alunos sobre autocracia. Devido ao desinteresse deles, propõe um experimento que explique na prática os mecanismos do fascismo e do poder. Wegner se denomina o líder daquele grupo, escolhe o lema “força pela disciplina” e dá ao movimento o nome de A Onda. Em pouco tempo, os alunos começam a propagar o poder da unidade e ameaçar os outros. Quando o jogo fica sério, Wegner decide interrompê-lo. Mas é tarde demais, e A Onda já saiu de seu controle. Baseado em uma história real ocorrida na Califórnia em 1967.

1984

País: Reino Unido
Sinopse: 1984, Londres. O Reino Unido está sob o regime socialista, sendo controlado com mão de ferro pelo partido. Há em todo lugar telas de TV, que servem como os olhos do governo para saber o que os cidadãos fazem. No intuito de controlá-los são exibidas constantemente imagens através destas mesmas telas, relatando as batalhas enfrentadas pela Oceania em outros continentes. Winston Smith vive sozinho e trabalha para um dos departamentos do governo, manipulando informações de forma que as notícias sejam positivas para a população. Até que, um dia, ele passa a se interessar por uma colega, Julia, que o leva até os arredores da cidade. Eles passam a ter um relacionamento, algo proibido pelo partido, que deseja eliminar a libido na população.

Série: House of Cards
série-política-house-of-cards
Okay, agora é sério! Juro que tentei assistir essa série. JURO! Mas não consegui. Cheguei no 4º ou 5º episódio sem entender nada-reupeD:- aí meu cérebro bugou, me senti bem burra e parei. D:
Tem alguém aqui que conseguiu entender essa coisa? Miajude, prfv! DDD: Me exprique nos comentários! Não gosto de ser a ignorantona =C

País: Estados Unidos
Sinopse: Astuto e inescrupuloso, o congressista Francis Underwood e sua esposa Claire são implacáveis na busca pelo poder. Esta instigante série política entra no mundo de ganância, corrupção e sexo de Washington.


Bônus: Dr. Fantástico, Tempos Modernos, O Grande Ditador, Che, A Lista de Schindler, Hotel Ruanda, Mandela - Uma Luta Pela Liberdade, Beasts Of No Nation

manipulação-da-massa
Manipulação da massa? Agora faz sentido! :D
Pronto! Agora é só assistir aos filmes dessa lista que você estará apto para ganhar qualquer briga de Facebook! Garanto :D
Me digam, o que acharam da lista? O que acharam do possível 'impítima'? São #TeamDilma ou #TeamTemer? Tem alguma indicação? Consegue explicar House of Cards? Diga nos comentários :D


quarta-feira, 13 de abril de 2016

[Resenha] O Orfanato da Srta. Peregrine para Crianças Peculiares, Ransom Riggs

Hoje tem RESENHA DE LIVROO!
Okay, gente, eu assumo, falhei miseravelmente na minha meta de leitura de 2 livros por mês, se consigo ler um livro inteiro - fora os da faculdade - já é uma vitória! Este mês o vitorioso foi O Orfanato da Srta. Peregrine para Crianças Peculiares, é um livro bem curtinho, mas levei 3 semanas para ler - vergonha!

Para piorar minha situação vergonhosa, já comecei e parei ele algumas vezes até que me empolguei e comecei de novo depois que li a resenha da Ingrid do blog Resenha Atual

livro-o-orfanato-da-srta-peregrine-para-crianças-peculiares

No livro, acompanhamos Jacob, um garoto comum de 16 anos que trabalha em uma loja de departamento administrada pela família, cursa o ensino médio e tem um único amigo. Jake cresceu ouvindo histórias fantásticas contadas por seu avô, Abe, um velho  e paranoico veterano polonês da 2ª Guerra Mundial. 

Em suas histórias, Abe afirmava ter crescido em um orfanato de uma ilha remota no País de Gales com crianças que possuíam uma característica que as faziam peculiares, entre elas havia um menino invisível, um rapaz tão forte capaz de levantar uma rocha, uma menina que flutuava e até um garoto que tinha insetos no estômago. Além das crianças, Abraham também contou de suas viagens ao retor do mundo e dos monstros com quem lutou. Porém, a medida que foi crescendo, Jacob percebeu que as coisas não eram como o avô havia dito e tudo não passava de ilusão, criada por Abe para mascarar seu passado triste.

Descobrir a verdade foi como um balde de água fria. Jake se distanciou do avô e adaptou-se à vida comum, enquanto Abraham tornava-se cada vez mais paranoico a respeito dos monstros e ligava constantemente para alertar que um deles estava rondando sua casa. Após uma dessas ligações, Jake vai à casa do avô para tranquilizá-lo, mas ao chegar o encontra quase morto na mata, dizendo coisas sem sentido e, atrás de uma árvore, avista um dos monstros das histórias de Abe. (pode parecer, mas isso não é spoiler. Juro! :P)

livro-o-orfanato-da-srta-peregrine-para-crianças-peculiares

Os primeiros capítulos são extremamente intrigantes. A escrita do autor me surpreendeu tanto quanto a história em si, que é narrada por Jacob, em primeira pessoa; por conta disso a leitura flui incrivelmente leve e me prendeu desde o primeiro parágrafo. O uso de fotos antigas e reais (algumas manipuladas) para ilustrar personagens e passagens do livro foi genial (a parte mais legal e assustadora). 

Jacob é um personagem comum e assim como todo personagem principal, ele desconhece seu potencial, não tem muitos amigos e enfrenta dilemas complicados demais para sua idade. Abraham Portman foi, de longe, o melhor em minha opinião, embora tenha aparecido bem pouco. Outro personagem que se destacou bastante para mim, embora quase não aparecesse, foi o pai de Jacob - e filho de Abraham -, Frank Portman. Creio que ele seja o personagem mais real do livro. Frank é um adulto perdido e confuso, sem muito ânimo e de baixa autoestima, o que faz com que desista muito rápido das coisas que quer. As crianças do orfanato são legais, mas não tenho certeza se foram bem exploradas. Enoch e Millard foram os mais interessantes, tanto pelos talentos que possuem, quanto pela presença e personalidade. 

Eu odeio comparar livros/sagas/séries, mas uma coisa deve ser dita: me lembrou muito Harry Potter. De uma forma bem estranha, a escrita do autor e a personalidade dos personagens me vieram como versões de um universo paralelo, onde Jacob, Emma e a Srta. Peregrine são borrões distorcidos de Harry, Hermione e Dumbledore, respectivamente - até o nome Alma Peregrine é parecido com o de Alvo (Albus) Percival Dumbledore. Alma é uma mulher forte, sábia e diretora do orfanato. Em algumas passagens do livro, suas falas foram típicas de Dumbledore, algo que consigo vê-lo dizer (depois de umas doses de hidromel)

A única coisa que não gostei muito, foi a introdução rápida do "romance" de Jacob e Emma. Há uma explicação boa para a rapidez com que aconteceu (pelo menos eu achei uma), mas mesmo assim não me convenceu.  E o final - que não é bem um final, já que continua no próximo livro - foi esperado, mas muito bom e um pouco triste. 


gato-leitura-livro

E é isso meu povo!
Vou começar a ler a continuação esse fim de semana (se tudo der certo), lançada com o título Cidade dos Etéreos e em setembro lança o filme dirigido por Tim Burton baseado no livro - e já tem trailer - 2016 é o ano que ficarei bem pobre.
Essa resenha saiu um pouco maior do que imaginei e um pouco mais atrasada do que esperava - semana de prova é assim ('tô sofrendo demais DD:). Apesar disso, já estou preparando o próximo post, quem sabe sai essa semana?

Inaugurei hoje uma enquete xeroza ali na coluna lateral >> Preciso muito que vocês me respondam, "Quais posts você mais gosta de ler no blog?" se tiverem sugestões ou qualquer coisa escrevam nos comentários deste post ou do post mais recente  
Além disso, me digam, já leram O Orfanato da Srta. Peregrine? Estão sabendo que vai sair o filme dirigido pelo Tim Burton? Souberam do livro antes ou depois do filme? Se interessaram? Pretendem lerEu preciso saber @_@