segunda-feira, 2 de maio de 2016

Resenha: Fuller House

TO VIVA GENTEEE!
Não sei se vocês perceberam, mas eu sumi um pouquinho e com motivo. Na semana passada fiquei com uns probleminhas de saúde, teve uma prova monstro de Ética e na sexta fui no PS fazer uma visita ao Doc e alguns exames. Deu tudo certo, então cá estou novamente :D

Enquanto estava de molho no fim de semana resolvi assistir uma série nova - calma, eu ainda estou assistindo How I Met Your Mother e comecei também Breaking Bad! - e como eu não estava muito exigente escolhi Fuller House, já acabei a primeira temporada e vim fazer resenha pr'ocêis - olha só como eu 'tô prestativa :D.

gif-fuller-house

NOSTALGIA! Essa palavra define completamente a série. Quem nasceu entre os anos 80, 90 e 2000, com certeza assistiu ou assistia Três é Demais (Full House) no SBT antes, durante ou depois do almoço. É um fato!

Em Full House, a história gira em torno de Danny Tanner, que precisa assumir o papel de pai solteiro de três meninas, após a morte a esposa. Para ajudá-lo na tarefa nada fácil de cuidar das meninas, Danny convida o cunhado Joey e seu amigo Jesse para morarem em sua casa em São Francisco. A sitcom tem 8 temporadas e acompanha o crescimento de DJ, Stephanie e Michelle Tanner, porém a série chegou ao fim sem um final definido.


Este ano a Netflix - linda, maravilhosa, diva - lançou o revival da série, Fuller House, com o elenco original (exceto as gêmeas Olsen, que se recusaram voltar ao papel de Michelle). A história é basicamente a mesma, o formato e o cenário também. Danny (Bob Saget), Jesse (John Stamos) e Joey (Davie Coulier), aparecem esporadicamente nos episódios ao longo da temporada, que foca mais em DJ, agora veterinária e mãe viúva, enfrentando os mesmos tipos de problemas que seu pai enfrentou, com seus três filhos, Jackson, Max e Tommy. Stephanie e Kimmy - recém separada e mãe de Ramona - se mudam para ajudar DJ a cuidar da casa e dos meninos.

O que fizeram com esta série FOI ÓTIMO! O primeiro episódio foi uma delícia de assistir, a começar pela antiga abertura com a música Everywhere You Look - bateu até um friozinho na barriga. A primeira cena é cheia de referências, reapresentações e explicações do que aconteceu nesses 29 anos e do que está acontecendo. Durante todo o episódio há cenas antigas mescladas com regravações, no estilo antes e depois, que fizeram escorrer nostalgia pela tela da TV. Os atores estão perfeitos em seus personagens, exatamente como 29 anos atrás - só que mais velhos e alguns mais gordos :P.

gif-fuller-house

O novo núcleo infantil foi a única coisa que me incomodou um pouco. Michael Campion, interprete Jackson, o filho mais velho de DJ está péssimo nos primeiros episódios, tão péssimo que morri de rir em algumas cenas - Sério, se você não viu ou viu e não prestou atenção, reveja! Ele não consegue se manter neutro às piadas, algumas vezes ele ri antes mesmo de contar a piada. Vi muita reclamando de Max e não é para menos, esse menininho é muito esquisito. Uma gracinha, mas esquisito demais! Soni Bringas, como Ramona, foi a melhorzinha, teve um conheço bem estranho, mas se recuperou rápido.

Não posso terminar o post sem falar do talvez? futuro? ex-marido de Kimmy, Fernando. Gente, que homem é esse? Adorei esse personagem, tem tudo a ver com a série e se encaixou perfeitamente bem!  Aproveito para admitir que sempre odiei a Kimmy e continuo odiando! -pronto, falei! U_U

Por fim, a série é incrível, nostálgica e bem no estilo 'família'. Soube mesclar o clássico com o atual, o velho e o novo, fez ótimas tiradas com a ausência de Mary Kate e Ashley, não abusou dos antigos bordões e continua uma gostosura! Felizmente Fuller House foi renovada para a segunda temporada e já estou ansiosa :D

fuller-house-gif

E é isso, gente! 'cabou :D
Este foi o post mais rápido que já fiz. A faculdade tá me deixando toda doida e olha que ainda nem começou de verdade! Já tô bugada :D
Agora me digam, vocês já assistiram Três é Demais? O que acharam do revival? Sentiram minha falta? Me contem todas as novidades, pufavô!  


P.s.: GENTEEEE! É o Bob Saget que faz a narração do Ted em How I Met Your Mother \Õ/\Õ/

12 comentários:

  1. Oooi, querida! É bom te ter de volta! Fico feliz que conseguiu aproveitar bem seu tempo dodói, e preciso dizer que Breaking Bad é VIDAAAAA! Cara, muito boa mesmo! Eu e a Amanda maratonamos a quinta temporada juntas e foi incrível! Me conta depois! E sobre Fuller House, fico feliz que tenha gostado, mesmo não sendo meu tipo favorito de série! Hahaha
    Beijos e melhoras! *.*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois ééééé, fico pensando: como consegui viver sem Breaking Bad???? Deus, que loucura que é essa série <3
      Estou na 2a temporada ainda, e sério, O QUE É ISSO????? Chezuis! Quero muito falar p/ todo mundo dessa série - embora todo mundo já tenha assistido e eu não XDD
      Que lindas vocês, gente! Maratonando séries *---*
      Que coisa mais linda <3
      É, Fuller House não é a sua cara, mas prfv né? cê assistia Full House quando era pequena, certo? @_@
      Bjoo, obrigaaaada salinda :**

      Excluir
  2. Eu assistia quando era criança huahua
    Ahh, por que as gêmeas não voltaram? você sabe?

    bruna-morgan.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você também??? *----------*
      que lindaaa!
      Ah, elas não voltaram porque disseram que não se veem mais como atrizes e tal. Agora elas trabalham com moda e tão se dando muito bem nisso :P
      E a série faz ótimas referencias a isso XDDD
      Bjoo :**

      Excluir
  3. Estou doida por assistir esse revival, mas ainda não tive tempo. Beijos!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Menina, assista! Sério <3
      É super legalzinho :3
      todo mundo precisa ver essa nostalgia em forma de série :3
      Bjooo :**

      Excluir
  4. Eu tô doida pra ver Fuller House, deve ser uma delícia! Eu tive uma época de super fã das Olsen e não perdia um episódio! Até entendo essa necessidade de elas continuarem afastadas por causa da loucura que foi alguns momentos da carreira delas (e agora tão focadas em outras coisas), mas tô bem desejando uma participação especial, hahahaha!
    Assim que der irei assistir, seu post só me deu mais vontade ainda!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lully, sua linda! Já passou da hora de ver, é p/ ontem, sério! U_U
      KKKKK' eu tambéééém, mew! Assisti todos os filmes delas quando era pequena e bateu uma bad muito grande quando assisti Um Pique em Nova York, não tive estrutura para lidar com aquilo XDDD
      Juro que esperei até o ultimo segundo da série, esperando uma apariçãozinha, uma presença minima, só p/ surtar um pouco... mas nada! =/
      Quem sabe na 2a temp. né? *---*
      Assiste sim, moça, prfv, depois me diz o que achou :3
      Bjoo :***

      Excluir
  5. Olá,
    Eu comecei a assistir esse final de semana e achei o máximo. Nostalgia é realmente a palavra certa para descrever!
    Dei muita risada e gostei bastante da história que criaram para a DJ.

    www.booksimpressions.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito amorzinho né?
      DJ sempre foi minha favorita <3
      Por mais que a Michelle fosse fofa, as vezes ela irritava U_U

      Excluir
  6. Além dos 500 filmes que você trouxe e já estão na minha lista, ainda tem série? É pra chorar! HAHAHAHA brincadeira! Me deu uma baita vontade de assistir e assim que terminar algumas atuais, irei ver essa também!

    Flores de Novembro

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. aqui no blog a gente pressiona bastante! Somos prestativos KKKKKKKKKK brinks
      Nem precisa terminar é só atrasar as outras que dá p/ assistir todas *nãofaçaisso* :P
      Bjoo :**
      Stay strong XD

      Excluir